Resultados da Avaliação Anticorrupção de 8 países da América Latina.

Resultados da Avaliação Anticorrupção de 8 países da América Latina.

 

Em maio, foi publicado o resultados de Avaliação Anticorrupção de 8 Países da América Latina pelo Conselho de Advogados pelos Direitos Civis e Econômicos do Vance Center.  

Foi avaliada a prática jurídica de combate à corrupção em 8 países. O Chile obteve nota mais alta, de 7,85. Enquanto os países reprovados, com nota menor a 6, estão Argentina, Peru, Brasil, Colômbia e México. E com um resultado menor que 4, o Panamá e a Guatemala.

O relatório considerou 8 fatores relevantes. Como os mecanismos de denúncia e proteção aos denunciantes, a transparência e acesso à informação, e a corrupção no setor público e privado, entre outros.

Entre os problemas que detectou estão:

– A falta de independência do Judiciário e do Ministério Público é um obstáculo para a prevenção e o combate à corrupção.

– A falta de mecanismos para proteger denunciantes.

– Os esforços insuficientes para prevenir a corrupção nos setores público e privado.

– Em nenhum país foi detectada uma abordagem de direitos humanos nos regulamentos. O que pode ter implicações para as vítimas da corrupção.

Portanto, para diminuir o impacto da corrupção na região, o setor privado, tanto nacional quanto internacional, devem se organizar e participar com iniciativas anticorrupção. Também, têm que promover mecanismos para incentivar a denúncia e proteção aos denunciantes e padronizar as sanções em nível regional para atos de corrupção.

Promovendo Contratações Seguras | Conheça nossas soluções